Atlético-MG dá show no primeiro tempo, goleia o Fortaleza e fica perto da final

Jogadores do Atlético-MG comemoram um dos gols diante do Fortaleza (Foto: Twitter Mineirão)

Com gols de Arana, Réver, Hulk e Zaracho, Galo vence o Leão na ida da semifinal

Uma senhora vitória e com belos gols. No Mineirão, o Atlético-MG vence o Fortaleza por 4 a 0 e constrói larga vantagem na disputa por vaga na decisão da Copa do Brasil. O Leão do Pici sentiu o golpe e foi para as cordas ainda no primeiro tempo. Em noite infeliz da defesa, o Fortaleza precisará de um milagre no jogo de volta. Num espaço de 22 minutos, o Atlético já vencia por 3 a 0 (Arana, Réver e Hulk) no 1º tempo. O Fortaleza só conseguiu encaixe na arrancada da partida e o Galo se aproveitou para jogar leve, ampliando o placar logo no início da etapa final, em gol de cobertura de Zaracho.

A volta

A Copa do Brasil não tem gol de visitante como critério de desempate no placar agregado. A partida de volta é na Arena Castelão, quarta-feira que vem, 27 de outubro, às 21h30 (de Brasília). O Galo pode perder por qualquer placar de até três gols de diferença. Já o Leão precisa fazer 4 a 0, 5 a 1, 6 a 2 para forçar a decisão nos pênaltis. Antes da partida decisiva, o Atlético, líder do Brasileiro, recebe o Cuiabá (9º) no domingo, pela 28ª rodada. No sábado, o Fortaleza (4º) joga em casa contra o Athletico-PR (10º).

Zaracho na partida entre Atlético-MG x Fortaleza, pela Copa do Brasil (Foto: Pedro Souza / Atlético)

1º tempo

A partida começou a 100 km/h. O Fortaleza descobriu espaços no ataque e teve duas chances de perigo; Felipe quase marcou. O Atlético logo pegou a posse de bola e faria um primeiro tempo impecável. O Leão do Pici descobriu as laterais e sofreu. Primeiro, Guilherme Arana pegou rebote de falta batida por Hulk e chutou com força. A bola desviou em Pikachu e morreu no ângulo, 1 a 0. Minutos depois, Keno bateu escanteio fechado, Réver desviou e Felipe não conseguiu segurar. 2 a 0. Em grande jogada coletiva, com Keno se destacando, Zaracho recebeu livre nas costas de Jussa, cruzou do outro lado para Hulk subir sozinho e fazer 3 a 0.

Jair na partida entre Atlético-MG x Fortaleza, pela Copa do Brasil (Foto: Pedro Souza / Atlético)

2º tempo

A missão do Fortaleza ficou ainda mais difícil logo no segundo minuto da etapa final. Cruzamento de falta de Arana e Felipe Alves socou para frente. Zaracho, fora da área, pegou de primeira, e encobriu o goleiro, 4 a 0. Então, o Galo pisou no freio (até teve outras chances) e administrou. O Fortaleza passou a ter mais a posse de bola, fez várias mexidas em pouco tempo, mas não levava sustos a Everson. Com Keno, o Atlético teve mais duas chances de ampliar a goleada. O ponto negativo do time de Cuca foi Hulk ter saído do jogo com pisão no dedo anelar da mão esquerda, gerando preocupação. Ele deixou o campo do Mineirão já com a mão enfaixada. Para o Leão, o prejuízo além do placar é a suspensão de Yago Pikachu (terceiro amarelo) para o jogo de volta.

Atlético-MG x Fortaleza, pela Copa do Brasil (Foto: Fernando Moreno/AGIF)

O primeiro gol do Atlético, anotado aos 18 minutos com Guilherme Arana, gerou reclamação do Fortaleza. O árbitro Bráulio da Silva Machado viu o chute do lateral ser desviado e virou o corpo e até o braço para marcar escanteio – isso milésimos de segundos de a bola entrar. Não contava que a bola iria para dentro do gol. O apito é soado e gerou revolta do time visitante, que retardou o reinício da partida, mas o lance foi validado.

Árbitro aponta escanteio antes do gol do Atlético (lance foi validado) (Foto: Globo )

Outra “perna” da semi

Na outra partida da semifinal da Copa do Brasil, realizada no mesmo horário, o Athletico-PR chegou a virar sobre o Flamengo, mas sofreu o empate (2×2) no último lance, de pênalti. Os gols foram de Thiago Maia e Pedro; Pedro Henrique e Renato Kayzer. A disputa fica em aberto para o Maracanã, na quarta. Rival do Atlético também no Brasileiro, o time de Renato Gaúcho tem o Fla-Flu no fim de semana, pelos pontos corridos.

Público e renda

Foram 18.642 torcedores presentes e uma renda de R$ 2.079.425,00 A partida entre Galo e Fortaleza foi a primeira com o Mineirão “aumentado”. A Prefeitura de Belo Horizonte atualizou o protocolo de volta do torcedor, ampliando de 30% para 40% a disponibilidade de assentos. Teste de Covid-19, para quem já vacinou duas vezes, está dispensado. Haverá liberação de 50% a partir de sábado. No jogo de volta, o Fortaleza também terá seu torcedor con condições de ocupar metade da Arena Castelão.

Mineirão; Atlético-MG x Fortaleza (Foto: Twitter Mineirão)

Fonte: Lance a lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *