De virada, Atlético-MG bate Santos e chega a 18 jogos de invencibilidade no Brasileirão

Jogadores do Atlético-MG comemoram gol em partida contra o Santos, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Fernando Moreno/AGIF)

Peixe pula na frente com Raniel, mas Galo reage com Nacho Fernández, que sai do banco, faz dois e ainda dá passe para outro gol

Resumão

O Peixe até que tentou, mas o Atlético provou novamente que é o grande favorito para levar o título do Brasileirão 2021. Jogando no Mineirão, o Galo derrotou o Santos por 3 a 1, de virada, pela 26ª rodada do campeonato. O time paulista saiu na frente com Raniel, no início do segundo tempo. O Atlético foi para cima e buscou os três pontos sob o comando do argentino Nacho Fernández, que marcou dois gols e deu passe para Nathan Silva deixar o dele. O triunfo fez o Galo atingir a marca de 18 jogos sem perder no Campeonato Brasileiro e interrompeu a reação do Santos, que vinha de vitória em casa diante do Grêmio.

Como fica

Com o resultado, o Galo chega aos 56 pontos, em 25 jogos, na liderança isolada da tabela. São 11 pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado, que tem dois jogos a menos. O Santos aparece em 16º lugar, com 28. O Peixe tem um ponto a mais que o Bahia, 17º colocado e primeiro time da zona da degola.

Jogadores na partida Atlético-MG x Santos, no Mineirão, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Fernando Moreno/AGIF)

Hulk não joga, mas comemora

Antes de a bola rolar, o departamento médico do Atlético informou que o atacante Hulk, com um edema no músculo posterior da coxa direita, estava fora da partida contra o Peixe. Em dos camarotes do Mineirão, o ídolo atleticano comemorou muito a vitória de virada do time mineiro.

Central do Apito (1)

O Atlético protestou bastante em um lance envolvendo o argentino Zaracho. Ele recebeu de Diego Costa dentro da área, aos 11 da etapa inicial, tentou proteger a bola e acabou indo ao chão. O árbitro Paulo Roberto Alves mandou o jogo seguir. Na Central do Apito, a comentarista Fernanda Colombo disse que a penalidade deveria ter sido assinalada.

Central do Apito (2)

Outro lance que deixou a torcida do Atlético na bronca também ocorreu no primeiro tempo. Aos 38, Dylan Borrero arrancou da entrada da área, limpou um defensor e, na disputa com Wagner Leonardo, foi ao chão. Mais uma vez, Paulo Roberto Alves nada marcou.

Primeiro tempo sem gols

Quem mandou na etapa inicial foi o Atlético. Jogando em casa, o Galo foi para cima do Santos, que adotou uma postura defensiva. Pelo lado do Peixe, Léo Baptistão saiu machucado logo nos minutos iniciais. Aos 11, os donos da casa reclamaram de um puxão em Zaracho dentro da área, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. Depois, aos 38, pediram penalidade em Dylan Borrero, novamente não marcada. O Atlético chegou a balançar as redes santistas com Diego Costa, aos 25, mas a arbitragem não validou o gol, pois não havia autorizado o reinício do jogo antes da conclusão da jogada.

Segundo tempo com muitos gols

Na volta dos vestiários, melhor para o Santos. Logo aos 3 minutos, Raniel abriu o placar para os visitantes. Mas, aos 20, o jogo mudou. Depois de mais uma reclamação do Atlético, o árbitro marcou pênalti em Calebe após consulta ao VAR. Na batida, Nacho Fernández empatou. Minutos depois, saiu dos pés do argentino o cruzamento para o gol da virada, de Nathan Silva. Para fechar a conta, o camisa 26 garantiu a vitória com um tento após revisão do vídeo, que confirmou a penalidade em Calebe.

Agenda

As duas equipes voltam a campo no domingo. O Galo joga em Goiânia diante do Atlético-GO, às 18h15 (de Brasília), pela 27ª rodada do Brasileirão. Um pouco mais tarde, às 20h30, o Peixe enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife.

Jogadores na partida Atlético-MG x Santos, no Mineirão, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. (Foto: Pedro Souza / Atlético )

Fonte: Lance a lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *