Veja Vídeos: Morador Em Simplício Mendes Se Revolta Após Ter Comércio e Casa Invadida Por Água do Reservatório da Agespisa.

Primeira pergunta que não quer calar. O descaso da Agespisa com o consumidor tem limites?

Se você pensava ou acreditava que os problemas enfrentados pelos moradores de Simplício Mendes com relação a Agespisa são as constantes falta de água e a péssima qualidade desse líquido indispensável e precioso que é fornecido pela referida empresa na cidade, engana-se, acredite porque vai além disso, basta você acompanhar o relato do morador Erisvan Monteiro que reside na Rua Arnaldo Ferreira de Carvalho, Bairro Alto da Matriz ao lado do reservatório de água da Agespisa.

Erisvan Monteiro- Foto: João Batista/JB

O senhor Erisvan Monteiro perdeu a paciência com a Agespisa devido o descaso da empresa em relação aos consumidores que vem se arrastando por muitos anos e são recorrentes. A gota de água (e põe água nisso) para a revolta e indignação do consumidor citado se deu no último dia 03 de novembro do corrente ano, quando o mesmo retornou de viagem com sua família e encontrou a casa e seu comércio cheios de águas do reservatório da Agespisa.

Equipamentos, peças e aparelhos retirados de dentro do comércio que foi invadido pela água- Foto: João Batista/JB

Veja Vídeo

Erisvan Monteiro gravou um vídeo mostrando todo cenário encontrado e narra os prejuízos que teve com os aparelhos, peças e equipamentos que foram molhados.

Equipamentos, peças e aparelhos retirados de dentro do comércio que foi invadido pela água- Foto: João Batista/JB

Conforme relatos e denúncia do morador gravado em vídeo, o problema poderia ter sido evitando a muito tempo se a Agespisa fizesse a limpeza do terreno no entorno do reservatório e a manutenção periódica de registros e do sangradouro.

Muro da casa de Erisvan Monteiro por traz do reservatório de água da Agespisa- Foto: João Batista/JB

Depois de ter um grande prejuízo e correr o risco de ver a parede do comércio ou da casa desabar, Erisvan Monteiro decidiu por conta própria limpar toda a sujeira de mato e lixo, e ainda contratar pedreiros para fazer um serviço na parede do comércio usando massa de cimento. Toda a despesa foi assumida pelo próprio Erisvan Monteiro.      

Mato e lixo retirado por Erisvan Monteiro do entorno do reservatório de água da Agespisa- Foto: João Batista/JB

Audiência de Conciliação

Veja Documento.

No dia 15 de setembro foi realizado uma audiência de conciliação através de videoconferência com a participação do Ministério Público, Procon e representantes da Agespisa com o objetivo transigir com a Agespisa para solucionar os problemas enfrentados pelos consumidores em Simplício Mendes.

Ficou acordado atendendo solicitação do Coordenador do Procon que no prazo de dez dias a Agespisa faria a limpeza da área no entorno do reservatório, e ainda que a Agespisa apresentasse relatório acerca do uso dos canos de amianto no prazo de sessenta dias.

Nesta quinta-feira (11) dia em que foi realizada a segunda audiência de conciliação, passados quase dois meses da primeira audiência a Agespisa não havia cumprindo o que ficou acordado com o Ministério Público e o Procon.

Neste dia 11 a reportagem verificou que a Agespisa fez a limpeza apenas do reservatório que fica próximo a subestação. Ao retornar do citado reservatório a reportagem encontrou o senhor Erisvan Monteiro fazendo o trabalho que deveria ter sido feito pela Agespisa, e gravou entrevista com o consumidor prejudicado.

Veja Vídeo.

Segunda pergunta que não quer calar. O que esperar de uma empresa que não cumpre o que foi acordado com o Ministério Público e o Procon?

Desperdício de Água.

Nesta sexta-feira (12) o morador Erisvan Monteiro flagrou e fez a denúncia através de vídeo do desperdício de água no reservatório da Agespisa, enquanto na sua casa ao lado estava faltando água.

Veja vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *