Polícia Mostra Que Pista do Parque de Vaquejada Era Imprópria Para os Animais

Foto: Reprodução/Mídia

Por Redação do Portal AZ, 12/06/2024 16:54 – Atualizado às 18:59

Os seis bois sacrificados tiveram patas quebradas na pista de pedras

Os seis animais sacrificados na vaquejada da localidade Pitombas, em Sebastião Barros, sofreram fraturas nas patas por causa da péssima condição da pista de corrida.

Em diligência no Parque de Vaquejada a equipe da delegacia seccional de Corrente, composta por Delegado, agentes e perito criminal, constatou que a pista de corrida não é adequada para prática de vaquejada porque a pista é de areia lavada, “mas de um material argiloso com petrificações e pedras que possivelmente contribuíram para os traumas sofridos pelos animais durante a competição”.

Foto: Reprodução/Mídia

Animais tiveram que ser sacrificados após Vaquejada de Sebastião Barros

Essa revelação da própria polícia confirma a falta de cuidados da coordenação do evento e até do município em manter um parque aquém das condições exigidas para o uso por animais.

A polícia confirma que foram seis bovinos que tiveram patas quebradas e seu consequente sacrifício, a morte e descobriu que um animal morreu no local de confinamento por causa ainda desconhecida.

A Delegacia Seccional de Corrente-PI, na noite do dia 11 de junho de 2024, tomou conhecimento, por meio de portais de comunicação, de um possível crime de maus tratos aos animais ocorrido durante a vaquejada no ultimo fim de semana, na localidade Pitombas, zona rural de Sebastião Barros, e de pronto instaurou por meio da 2ª Delegacia de Polícia de Corrente-PI, procedimento policial para investigar crime de maus tratos aos animais, e durante a manhã de hoje, dia 12 de junho, fez diligências no Parque de Vaquejada na localidade Pitombas, zona rural de Sebastião Barros, com equipe composta por Delegado, agentes e perito criminal, e constatou de forma preliminar que não houve 20 animais mortos durante a vaquejada, conforme descrito na denúncia, e que no local havia alimentação, água, e estrutura adequada para o confinamento dos animais, e que foi verificado que 6(seis) animais tiveram traumas nas articulações durante a corrida na pista e foram sacrificados, e outro animal teve óbito no local de confinamento por causas desconhecidas, também foi verificado que a pista de corrida não é adequada para prática de vaquejada em razão do material de pista não ser de areia lavada, mas de um material argiloso com petrificações e pedras que possivelmente contribuíram para os traumas sofridos pelos animais durante a competição, além de ter colocado em risco a integridade física dos competidores.

Fonte: Portal AZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *