Laboratório Central do Piauí passa a fazer exame para detectar variante do coronavírus

Lacen Piauí passa a fazer exame para detectar variantes do coronavírus — Foto: Arquivo Cimatec

Antes, apenas três laboratórios no país faziam o sequenciamento genético, que agora será feito também no estado.

O Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen), em Teresina, vai realizar a partir de outubro o exame para detectar as variantes do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Antes, apenas três laboratórios no país faziam o sequenciamento genético, que agora será feito também no estado.

A equipe já foi treinada para usar o equipamento que só existia nos laboratórios da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) dos estados da Bahia, Rio de Janeiro e Pernambuco. O Piauí deve receber nos próximos dias o equipamento de sequenciamento genético e vigilância molecular do Sars-CoV-2 para fazer o novo exame.

“O equipamento é um sequenciador de última geração e vai permitir resultados mais rápidos por ser feito aqui no Piauí. Antes mandávamos os exames para os estados com laboratórios da Fiocruz e os resultados demoravam muito. A celeridade vai permitir nortear as ações do poder público estadual e municipal”, explicou o coordenador de Vigilância Molecular da Rede Genoma da Fiocruz e pesquisador da Fiocruz no Piauí, Vladimir Costa.

Para o secretário de saúde, Florentino Neto, durante a pandemia surgiu a necessidade de estudar o genoma do SarsCoV-2, causador da Covid-19, mas o acompanhamento de suas mutações genéticas era limitado para o Piauí, porque o estado não tinha o equipamento para fazer o sequenciamento.

“A partir de agora, vamos dispor dessa ferramenta que pode nortear com mais rapidez nossas ações enquanto gestores no combate à pandemia”, explicou.

O trabalho é uma parceira da Fiocruz, Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), Lacen e Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados (Ciaten).

Fonte: Por g1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *