Ex-aluno com braçadeira nazista ataca escola com bombas caseiras em SP

Apreendido pela Guarda Civil Municipal de Monte Mor, o adolescente de 17 anos portava uma machadinha; ninguém se feriu

São Paulo – Um adolescente de 17 anos, usando braçadeira com símbolo nazista, foi detido após arremessar um explosivo de fabricação caseira contra uma escola na cidade de Monte Mor, na região de Campinas, interior paulista. O atentado ocorreu no início da manhã desta segunda-feira (13/2). Ninguém se feriu.

Um vídeo feito com celular mostra o infrator jogando a bomba, que quebrou o vidro de uma janela da instituição de ensino (veja abaixo).

Clique no Link Abaixo e Veja Vídeo

https://content.jwplatform.com/previews/wBrATKBJ

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo, o artefato caseiro arremessado pelo jovem “chegou a explodir no vaso sanitário”. A pasta reforçou que “não houve feridos”.

Com o adolescente, afirmou a Guarda Civil Municipal, também foi apreendido um coquetel molotov – explosivo caseiro feito com uma garrafa de vidro, cheia de líquido inflamável, na boca da qual um pavio é acendido com fogo. Testemunhas afirmaram ter sentido forte cheiro de gasolina nas imediações do prédio alvo dos ataques.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo, o artefato caseiro arremessado pelo jovem “chegou a explodir no vaso sanitário”. A pasta reforçou que “não houve feridos”.

Com o adolescente, afirmou a Guarda Civil Municipal, também foi apreendido um coquetel molotov – explosivo caseiro feito com uma garrafa de vidro, cheia de líquido inflamável, na boca da qual um pavio é acendido com fogo. Testemunhas afirmaram ter sentido forte cheiro de gasolina nas imediações do prédio alvo dos ataques.

No mesmo prédio, funcionam as escolas Professor Antonio Sproesser, do governo estadual, e Vista Alegre, do município.

Ex-aluno

A prefeitura, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou ao Metrópoles que o menor é ex-aluno da instituição, onde estudam desde crianças de 2 anos até adolescentes de 15 anos de idade.

O jovem foi apreendido por guardas-civis metropolitanos, logo depois do ataque. Ele foi encaminhado à delegacia da cidade, onde o caso é investigado. A Polícia Civil apura o que teria motivado os ataques.

Com o adolescente, foi encontrada e apreendida uma machadinha. Na casa dele, a polícia também apreendeu material alusivo ao nazismo, uma arma de airsoft e um computador, que será periciado.

A Polícia Militar foi acionada para prestar apoio. Os PMs encontraram o carro usado pelo adolescente, um Peugeot 207 preto, estacionado na Rua Barciliano.

PMs e curiosos em frente à escola alvo de ataques no interior de SP          

Educação municipal e estadual

A prefeitura determinou a suspensão das aulas da manhã e da tarde desta segunda-feira. O governo avalia oferecer acompanhamento psicológico aos alunos, retirados da instituição por causa do atentado.

“O ocorrido foi um ato isolado, e a Prefeitura de Monte Mor, também por meio desta [nota], tranquiliza todas as famílias, pais e responsáveis, de alunos da rede municipal de ensino e repudia, de forma veemente, todo e qualquer ato de violência”, diz trecho do comunicado.

A Secretaria Estadual de Educação lamentou o caso, ressaltando a inexistência de feridos. A pasta afirmou que a segurança da unidade será reforçada, com o apoio de ronda escolar.

Após a perícia no local, a Educação estadual disse que as aulas serão retomadas. Alunos da rede vão ao local nos períodos da tarde e da noite. Já os da prefeitura frequentam a escola pela manhã.

Fonte: Alfredo Henrique/Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *