Atlético-MG vira sobre Cuiabá, dispara na ponta e fica mais perto do título

Keno em ação pelo Atlético-MG, contra o Cuiabá (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG )

Nathan Silva faz contra nos primeiros minutos de jogo; mas Hulk e Jair anotam os gols da virada atleticana

O jogo

A partida começou intensa, com o Cuiabá marcando logo aos dois minutos. Gol contra do zagueiro Nathan Silva, que recuou na direção do gol, e Everson não chegou a tempo. Mas a reação atleticana foi rápida. Dois minutos depois Hulk empatou. A partir daí, só deu Galo. O gol da virada saiu no minuto final do primeiro tempo com Jair, de cabeça. Na etapa complementar, o cenário pouco mudou. O Galo conseguiu marcar o terceiro no início do segundo tempo, de novo com Hulk, mas o gol foi anulado pois a bola bateu na mão do atacante. O Cuiabá teve chances isoladas com Jhonatan Cafu e João Lucas, que pararam em Everson. Galo líder com vantagem de 11 pontos a dez rodadas para o fim do campeonato.

Segue o líder

Com a vitória deste domingo, o Atlético chegou a 59 pontos e abriu 11 pontos de vantagem para o segundo colocado, o Fortaleza, que tem 48 pontos. O time cearense venceu o Athletico-PR, por 3 a 0, e assumiu a vice-liderança. O Flamengo perdeu para o Fluminense, nesse sábado e caiu para a terceira colocação, com 46 pontos. Na próxima rodada, o Galo encara o Flamengo, no sábado, dia 30, no Maracanã. Faltam dez rodadas para o fim do Brasileirão, e o Atlético tem boa vantagem na liderança.

Primeiro tempo

O jogo começou frenético no Mineirão. O Cuiabá balançou as redes logo aos dois minutos. Gol contra do zagueiro Nathan Silva, que recuou para Everson, na direção do gol. O goleiro não conseguiu pegar, e a bola morreu dentro do gol. Dois minutos depois, Hulk empatou para o Atlético-MG, depois de uma bela jogada pela esquerda com Arana e Keno, que cruzou para o artilheiro empurrar para as redes. O bandeirinha chegou a marcar impedimento, mas o gol foi validado pelo VAR. A partir daí, jogo de ataque x defesa. O Cuiabá se fechou e suportou a pressão atleticana até quando pode. No minuto final, depois de um cruzamento de Arana, Jair subiu mais alto e fez de cabeça o gol da virada atleticana.

Segundo tempo

Assim como no primeiro tempo, a etapa complementar teve gol logo nos primeiros minutos. Hulk finalizou fraco, Walter caiu para defender e sofreu um frangaço. No entanto, o árbitro marcou toque de braço do atacante e anulou. Depois disso, o Galo chegou com perigo e intensidade, principalmente com Hulk e Keno. O time visitante conseguiu levar algum perigo somente depois da segunda metade. Jhonatan Cafu e João Lucas ameaçaram a meta do Everson. Galo manteve a posse de bola e criou mais chances, mas pecou na efetividade para ampliar.

Maior público desde a reabertura dos estádios

Nessa semana, a Prefeitura de Belo Horizonte aumentou a capacidade de público permitida nos estádios para 50%. Com isso, a torcida do Galo esgotou os ingressos para o jogo deste domingo. O Mineirão registrou a presença de 30.637 mil pessoas, que acompanharam a vitória alvinegra. A massa compareceu, e empurrou o time durante os 90 minutos. Esse foi o maior público registrado nos estádios brasileiros desde a reabertura dos estádios.

Torcida durante partida entre Atlético-MG e Cuiabá (Foto: Alessandra Torres/AGIF)

Agenda

Na próxima rodada, teremos o clássico entre Flamengo e Atlético-MG, no sábado, dia 31, às 19h (de Brasília), no Maracanã. Já o Cuiabá recebe o Bragantino, na segunda-feira, dia 1º de novembro, às 20h na Arena Pantanal. Antes disso, o Galo decide vaga na final da Copa do Brasil, diante do Fortaleza, na próxima quarta-feira, no Ceará. Como venceu o jogo de ida por 4 a 0, o Atlético joga pelo empate e pode até perder por três gols de diferença para se classificar.

Atlético-MG x Cuiabá (Foto: Alessandra Torres/AGIF)

Fonte: Lance a lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *